Smoking: poder e elegância

16:18:00

Cinquenta anos depois de sua invenção, o smoking feminino ainda continua sendo um símbolo de elegância e poder.
Numa sociedade em que as mulheres transitavam do recatado e do lar para a independência financeira, conquistando sua liberdade, tomavam as ruas exigindo igualdade de direitos, a tomada do guarda-roupas masculino não poderia ser mais simbólica. Yves Saint Laurent e seu companheiro e sócio Pierre Bergé, no inverno de 1966, abalaram Paris lançando a versão feminina do smoking.

smoking_yves saint laurent

O conjunto de paletó e calça era justo e modelado para o copor feminino, conquistando grandes mulheres como Bianca Jagger e Lauren Bacall. Ao mesmo tempo, foi um escândalo no mundo conservador, que chegaram até a proibir o uso dele em festas e locais da alta sociedade.

smoking_yves saint laurent

Pierre Bergé afirmou uma certa vez que "Chanel deu liberdade às mulheres e Yves Saint Laurentes lhes deu poder". Coco quebrou paradigmas desenhando roupas para serem usadas sem espartilhos e reduzindo o look a uma simplicidade perfeita e chique, e Yves entendeu as transformações de tempo e cultura por quais a sociedade estava passando nos anos 60 e construiu um guarda-roupas feminino que permanece até hoje.

smoking_yves saint laurent

O smoking, sempre se modernizando, quebrou paradigmas de sexualidade nos anos 70, virou uniforme de trabalho nos anos 80, foi às boates nos anos 90, ao tapete vermelho nos 2000, e na década em que estamos ele traz sensualidade, elegância em poder em qualquer ambiente.

xoxo


You Might Also Like

0 comentários